Pensamentos Cotidianos, por André L C Ferreira


Dezembro Azul

Posted in cotidianos,filmes,pensamentos,texto por andre1979 em novembro 24, 2009
Tags: ,

A California Filmes traz 20 novos títulos em Blu-ray ao mercado para esquentar o final de ano

Quem acompanha a revista Ver Video todos os meses teve a oportunidade de ler na última edição (195, outubro de 2009) uma interessante entrevista com Euzébio Munhoz Junior, diretor comercial da California Filmes. Durante a conversa conosco, ele revelou, com exclusividade, uma promoção de final de ano que visa esquentar o mercado da alta definição e levar, com muita qualidade, o Blu-ray para as locadoras do país. A ação consiste em presentear o comerciante que comprar o pacote de lançamentos de filmes em alta definição com um aparelho tocador de Blu-ray de última geração, um BDP-S360/B, da Sony. A iniciativa tem como meta incentivar as locadoras nacionais e, por conseqüência, o mercado, a entrar na nova Era da tecnologia do home entertainment.

Os títulos do pacote foram anunciados e incluem títulos de catálogo e as novidades da distribuidora: Os Donos da Noite, Os Condenados, 13º Distrito, Abismo do Medo, Adrenalina, O Orfanato, Mulheres O Sexo Forte, O Amante, Às Margens de um Crime, Ruas de Sangue, [REC], Massacre no Bairro Chinês, 13º Distrito – Ultimato, Inimigo Público Nº1 – Instinto de Morte, Giallo – Reféns do Medo, Inimigo Público Nº1 – Parte 2, Fugindo do Inferno, A Batalha de Seattle, Meu Trabalho É Um Parto e Anticristo. Uma verdadeira seleção de gala, com atores e diretores consagrados, que deve fazer parte do acervo de qualquer locadora que queira oferecer o que há de melhor – e mais moderno – aos seus clientes. A promoção acontece em dezembro e é por tempo limitado. Saiba mais no portal da California Filmes: http://www.californiafilmes.com.br.

Texto publicado na revista Ver Video, edição 196.

 

 

Anúncios

Pirataria: Pagando pelos pecados

Posted in cinema,cotidianos,filmes,pensamentos,texto por andre1979 em novembro 24, 2009
Tags:

No embalo da regulamentação do uso da Internet no Brasil, o STJ (Superior Tribunal de Justiça) aprovou que o PROCON multe as empresas de telefonia no caso do descumprimento das determinações aplicáveis no fornecimento de serviços, independente da ação da Anatel. O pivô do caso é a operadora Oi, que não cumpriu o prazo que lhe havia sido dado para a instalação de uma linha telefônica e o consumidor recorreu ao PROCON. Segundo o ministro das telecomunicações, Cesar Meira, sempre que as condutas praticadas no mercado de consumo atingirem diretamente ao usuário final, o órgão de defesa do consumidor tem toda a liberdade para atuar legalmente. Fique de olho e conheça seus direitos, visite http://www.portaldoconsumidor.gov.br e saiba mais sobre o assunto.

Pirataria: Colocando a casa em ordem

Posted in cotidianos,filmes,pensamentos,texto por andre1979 em novembro 24, 2009
Tags:

Apesar de muito se falar na pirataria que circula na Internet e os prejuízos disso no mercado, o Brasil ainda não possui uma lei específica que regulamente o uso da rede mundial de computadores. Para apressar as coisas, o Governo está se mobilizando para aprovar um Marco Regulatório Civil, que responsabilizará, sem perturbação do direito à privacidade (uma das questões mais polêmicas), provedores e usuários por crimes cometidos on-line. Há notícias de que este Marco será definido após consulta popular, realizada por meio de um blog (www.culturadigital.com.br) durante 45 dias. Estima-se que o projeto chegue ao congresso no início de 2010.

 

 

O Brasil em Alta

Posted in cotidianos,pensamentos,texto por andre1979 em novembro 24, 2009
Tags: , ,

Superando a hegemonia das firmas estrangeiras e das tradicionais gigantes da advocacia, Bitelli Advogados foi eleita a sociedade de advogados mais importante dos setores do entretenimento e media nacional

Saber em quem confiar em um mercado tão competitivo e com tantas possibilidades de variáveis nem sempre é fácil. Um grupo internacional chamado Chambers & Partners (www.chambersandpartners.co.uk) publica anualmente os resultados de uma abrangente pesquisa sobre as principais firmas de advocacia e advogados de todos os mercados, realizada no mundo inteiro. Separadas por continentes, as publicações têm como meta organizar e ranquear as firmas de advocacia de diversos países com base na opinião de muitos profissionais dos mais variados mercados, inclusive do home entertainment. Falando especificamente do Brasil, o escritório Bitelli Advogados, fundado em 1987, veterano no ramo e especializado em casos relacionados ao cinema e ao home video, bem como demais medias foi reconhecido como a melhor do segmento, deixando para trás a concorrência de firmas estrangeiras e os tradicionais gigantes da advocacia brasileira, que dominavam o ranking até então. “Se impõe sobre a concorrência” foi a frase utilizada para definir a posição o escritório perante o mercado no Chambers Latin America Guide, edição 2010.

E não foi somente a firma como um todo que foi lembrada. Marcos Bitelli e Thiago Mendes Ladeira também figuram idividualmente na lista dos melhores advogados em Mídia & Entretenimento do Brasil, em primeiro e terceiro lugares, respectivamente. “É uma honra ser lembrado como o top de ranking por uma empresa tão séria e cuja pesquisa tem repercussão mundial. Estou orgulhoso de mostrar que o Brasil tem profissionais capacitados para defender os interesses do nosso mercado”, declarou Marcos Bitelli. Já Thiago Ladeira lembrou o quanto é desafiador criar soluções para os problemas dos clientes e o empenho dele e da Bitelli Advogados para se destacar. “Compreender o negócio do cliente, identificando relevantes questões jurídicas nele envolvidas, é um dos grandes desafios do advogado de hoje. E essa indicação da Chambers & Partners somente confirma que estamos no caminho certo”, concluiu Thiago. Fato é que nosso País está sendo muito bem representado e esse reconhecimento internacional prova a capacidade de nossos profissionais.

Texto publicado na seção Pirataria da revista Ver Video, edição 196.

 

 

 

 

 

 

Efeito Pós-Halloween

Para quem pensa que só o Dia das Bruxas é época de filmes de terror e suspense, o mês de novembro está repleto de lançamentos de arrepiar – nas prateleiras!

O suspense e o terror nunca saem de moda e sempre estão na lista de favoritos dos clientes, tanto de lojas quanto de locadoras. Mesmo depois de passado o período mais comemorado pelos fãs – o Halloween – os filmes destes dois gêneros continuam chegando no mercado. O Alvo (Flashstar, chega em 25 de novembro) é um suspense que tem Cuba Gooding Jr no papel de um veterano do exército que tem que resgatar um cientista que está investigando um segredo macabro sob o deserto no Oriente Médio. Por falar em veteranos, Lou Diamond Phillips estrela Carnívoro (Focus, novembro), um terror que tem como ambiente um circo que chega a uma pequena cidade e tem uma de suas atrações mais perigosas escapando e fazendo vítimas na região. Com um elenco mais jovem, Jogo Macabro (Paramount, 4 de novembro), tem Eliza Dushku e Mike Vogel como protagonistas de uma história que se passa em uma praia exótica onde um grupo de jovens encontra um misterioso jogo em que o perdedor sofre graves consequências.

Enveredando para o lado da tensão, Aprisionados (PlayArte, 18 de novembro) coloca três personagens enigmáticos presos em uma situação limite, sendo que o passado de um deles pode ser perigoso para os demais. Um dos filmes mais esperados do ano e que marca o retorno de um mestre ao seu gênero de origem, Arraste-me Para o Inferno (Universal, 2 de dezembro – clique no nome do filme para ler o artigo postado no Guia Prático do Terror) tem Sam Raimi na batuta e mostra que nem sempre o capitalismo selvagem traz lucro para quem tem uma velha cigana pela frente. Chgando ao varejo, Em Rota de Colisão (Focus, 25 de novembro) mostra um duelo mortal entre uma jovem e um mendigo, que é atropelado por ela e fica preso no carro da jovem. Também nas lojas chega Evocando Espíritos (Imagem, 15 de novembro), com Virginia Madsen e Elias Koteas no elenco. A trama retrata uma família em dificuldade já que o filho do casal está com câncer e eles são obrigados irem morar em uma outra casa, assombrada. Muitos sustos. Para quem curte os gêneros, opções não faltam. Para o mercado, melhor ainda, já que há a certeza de variedade para o cliente.

Texto publicado na revista Ver Video, edição 196.

Confusões no casório

Duas produções cômicas que mostram casamentos muito peculiares estão chegando em DVD e têm tudo para fazer sucesso nas locadoras e no varejo

Peter (Paul Rudd) está vivendo uma ótima fase – está se sobressaindo no emprego e marcou casamento com a mulher dos seus sonhos, Zooey (Rashida Jones). Só que quando eles estão preparando a cerimônia, percebem que Peter não tem ninguém para ser seu padrinho. Só que sem padrinho, não tem casamento, logo, se o rapaz quiser levar a sério o compromisso, terá que arranjar um “novo melhor amigo” que tope a parada. Em sua busca, Peter conhece Sydney (Jason Segel), com quem faz amizade e logo percebe que ele é o cara para ser seu padrinho. Mas isso terá sérias consequências para seu casamento. Essa é a história de Eu Te Amo, Cara!, que a Paramount lança no varejo em 20 de novembro.

Também retratando as peripécias da condução de um casório, O Grande Dia, que a Flashstar entrega em 25 de novembro nas locadoras, mostra que fazer uma bela festa nem sempre é a melhor ideia, ainda mais quando se tem que levar a família toda para uma pequena igreja no interior do país, sem sequer saber o caminho. Pois essa burrada quem faz é Bardi, o noivo que quer fazer a vontade de sua futura esposa, Ingibjord. Tendo como cenário a paisagem sinuosa da Islândia, a história conduz o espectador a se divertir com as inúmeras loucuras que acontecem nesta viagem rumo o casamento perfeito e as situações cômicas que isso proporciona quando tudo ameaça dar errado. São duas ótimas opções para toda a família.

Texto publicado na edição 196 da revista Ver Video, p42

 

 

 

Comandos de Verdade

Texto publicado na revista Ver Video, edição 196 (dezembro/09)
Matéria de Capa

Os personagens que fazem história desde a década de 60 e são parte da infância de milhões de garotos ganham vida em versão ‘live action’: G.I. Joe: A Origem de Cobra, da Paramount

Poster internacional do filme G.I. Joe

O nome Comandos em Ação soa familiar? Para quem está chegando aos 30, é impossível não lembrar. O que começou em 1964 como uma série de bonecos, os “action figures”, inspirados em personagens de um programa de TV nos EUA e imitando combatentes militares, ganhou as telinhas na forma de uma animação e tomou de assalto o mundo inteiro. Apesar do nome nacional dado aos personagens ter ficado na memória, os G. I. Joe, como são conhecidos lá fora, hoje são uma marca consolidada (43 anos de história, mais de US$ 20 bilhões em bonecos vendidos) e que ganhou uma adaptação para o cinema, com bastante sucesso. Intitulada A Origem de Cobra, a produção reuniu um time de atores famosos e uma equipe por trás das câmeras de fazer inveja. O ‘casting’ tem Sienna Miller (Baronesa), Channing Tatum (Duke), Dennis Quaid (General Hawk), Marlon Wayans (Ripcord) e até mesmo uma aparição relâmpago de Brendan Fraser. Na cadeira de diretor, Stephen Sommers, que levou a trilogia A Múmia à telona. O roteiro ficou a cargo de Stuart Beatie (30 Dias de Noite), David Elliot (O Observador) e Paul Lovett (Quatro Irmãos). Por fim, a produção é de Lorenzo Di Bonaventura (Transformers: A Vingança dos Derrotados) e um grande time. Não é à toa que levou mais de US$ 300 milhões em bilheterias ao redor do mundo.

A história do filme começa com um grupo de militares especiais dos EUA transportando uma carga de armas especiais, equipadas com nanotecnologia e de enorme potencial de destruição. No caminho, o comboio é interceptado por um grupo terrorista liderado pela Baronesa (Sienna Miller), que quer levar as armas de qualquer jeito. Os soldados, liderados por Duke (Channing Tatum) e Ripcord (Marlon Wayans), são dizimados e os dois sobreviventes ainda lutam para evitar o roubo quando a equipe dos G.I. Joe chega e os ajuda. A dupla resolve, então, que quer entrar no grupo e conhece o General Hawk (Dennis Quaid), que resolve testá-los. Enquanto isso, James McCullen (Christopher Eccleston), dono da empresa que desenvolveu as armas, trama para destruir os G.I. Joe e conta com a ajuda da Baronesa e de um exército de combatentes alterados geneticamente.

Chegando às locadoras em 21 de dezembro, G.I. Joe: A Origem de Cobra tem promoção forte . “Este DVD tem tudo para ser o filme das férias, por sua grandeza e pelo potencial que ele tem de saída nas locadoras. É uma aposta certa!”, afirma Phaena Spengler, gerente de marketing da Paramount. Prova disso é a enorme campanha de divulgação que a produção ganhou. Os anúncios na mídia passam por diversos formatos, desde spots de rádio, propaganda impressa em várias revistas especializadas e marketing on-line (sites e blogs). Quando o assunto é o material de ponto-de-venda, os recursos também são muitos: pôsteres, banners, standees e triedros, afora as muitas cópias de serviço que serão distribuídas aos revendedores. Dez exibições especiais do filme em cinemas já estão marcadas ao redor do País. Tudo isso para que os clientes possam conhecer profundamente o produto e aumentar ainda mais o seu sucesso – e as locações! Também há uma parceria com a Hasbro, fabricante e criadora dos bonecos, que estão divulgando o DVD na embalagem dos brinquedos da franquia. E para fechar com chave de ouro, a Paramount lança uma promoção exclusiva. Na bolacha do DVD de G.I. Joe: A Origem de Cobra, há um código para participar. Quem alugar o filme pode se cadastrar no hotsite (http://www.promocaodvdgijoe.com.br) e concorrer a um notebook. Vale lembrar que a locadora indicada pelo ganhador também leva um prêmio igual.

No embalo do lançamento mundial deste grande filme, o diretor Stephen Sommers e os atores Channing Tatum e Sienna Miller falaram um pouco sobre como foi fazer G.I. Joe: A Origem de Cobra, confira a seguir.

Ver Video – O nome Stephen Sommers já está relacionado atualmente a grandes filmes de ação. Como é lidar com isso, com um elenco de nomes famosos e muitos efeitos especiais? Você se estressa muito?
Stephen Sommers – Eu fico bastante estressado, mas não com as pessoas. Quando estouro, é comigo o problema e encaro isso dessa forma. Depois que o roteiro ficou pronto, a equipe de seleção de elenco sentou-se comigo e levantamos as hipóteses. Logo de cara já sabíamos que o Dennis Quaid e o Ray Park (Snake Eyes) estariam no projeto. Eu não conhecia a Sienna Miller, que é inglesa e não é muito famosa nos EUA. Mas quando me mostraram os filmes dela, ficou difícil não chamá-la para participar. Ela tem um algo a mais que me chamou a atenção. Os outros foram chegando e se encaixando nos personagens, como o Channing Tatum, por exemplo.

VV – Sienna, você é tão franzina, como foi fazer as cenas de ação da sua personagem? A Baronesa e a Scarlett (Rachel Nichols) travam um duelo à parte no filme.

Um dos colírios para os marmanjos

Sienna Miller – Foi a primeira vez que lutei com alguém em um filme. Eu nunca havia feito um filme de ação antes, então foi tudo novidade. As lutas com a Rachel foram diversão pura. Nos demos muito bem, nos entrosamos em cena. Só que nossa diferença de altura – ela é bem mais alta que eu – não ajudou muito, não!
Channing Tatum – Essas cenas foram um evento à parte! Todo o elenco masculino se reuniu no dia das filmagens para ver de perto a luta entre a Sienna e a Rachel. Foi o único dia em que vi todo o elenco junto ao mesmo tempo!

VV – Channing, é verdade que você sempre foi fã de G.I. Joe, que gosta desde criança do desenho e dos bonecos? Como foi fazer parte do projeto e viver um personagem tão importante na história?
Tatum –
Sim, é verdade! Ao lado de Thundercats, Comandos em Ação era meu favorito. Estar no filme é um sonho realizado. Meu personagem favorito não era o Duke, era o Snake Eyes. Então, estar no set, com toda aquela parafernália em volta e ver o Snake lá, ao vivo, na mesma cena em que eu estava, parecia mesmo um sonho. O Duke é um soldado de verdade e no filme podemos ver como a história dele começa no grupo dos G.I. Joe. É muito interessante.

VV – E a história da Baronesa?
Sienna –
É uma vilã, uma mulher em busca de vingança e que tem seus motivos para isso. No filme, podemos ver a causa da revolta dela e o porquê da relação entre ela e o Duke ser cheia de altos e baixos.

VV – Por que toda vilã é tão sexy?

Ele vive o corajoso soldado que entra para a equipe

Tatum – Na verdade, eu não sei. Acho que todo cara sonha em ser maltratado por uma mulher durona e apanhar um pouco (risos). Eu não acertei um golpe nela…
Sienna – Imagino que seja aquele velho clichê da “mulher fatal”, sedutora e perigosa!

VV – Sienna, qual foi sua inspiração para viver a Baronesa? Qual sua vilã favorita?
Sienna –
Com todos aqueles trajes de couro, que não me deixavam sequer andar direito (risos), não é difícil achar inspiração. Eu adoro a Mulher-Gato, acho ela demais.