Pensamentos Cotidianos, por André L C Ferreira


Comandos de Verdade

Texto publicado na revista Ver Video, edição 196 (dezembro/09)
Matéria de Capa

Os personagens que fazem história desde a década de 60 e são parte da infância de milhões de garotos ganham vida em versão ‘live action’: G.I. Joe: A Origem de Cobra, da Paramount

Poster internacional do filme G.I. Joe

O nome Comandos em Ação soa familiar? Para quem está chegando aos 30, é impossível não lembrar. O que começou em 1964 como uma série de bonecos, os “action figures”, inspirados em personagens de um programa de TV nos EUA e imitando combatentes militares, ganhou as telinhas na forma de uma animação e tomou de assalto o mundo inteiro. Apesar do nome nacional dado aos personagens ter ficado na memória, os G. I. Joe, como são conhecidos lá fora, hoje são uma marca consolidada (43 anos de história, mais de US$ 20 bilhões em bonecos vendidos) e que ganhou uma adaptação para o cinema, com bastante sucesso. Intitulada A Origem de Cobra, a produção reuniu um time de atores famosos e uma equipe por trás das câmeras de fazer inveja. O ‘casting’ tem Sienna Miller (Baronesa), Channing Tatum (Duke), Dennis Quaid (General Hawk), Marlon Wayans (Ripcord) e até mesmo uma aparição relâmpago de Brendan Fraser. Na cadeira de diretor, Stephen Sommers, que levou a trilogia A Múmia à telona. O roteiro ficou a cargo de Stuart Beatie (30 Dias de Noite), David Elliot (O Observador) e Paul Lovett (Quatro Irmãos). Por fim, a produção é de Lorenzo Di Bonaventura (Transformers: A Vingança dos Derrotados) e um grande time. Não é à toa que levou mais de US$ 300 milhões em bilheterias ao redor do mundo.

A história do filme começa com um grupo de militares especiais dos EUA transportando uma carga de armas especiais, equipadas com nanotecnologia e de enorme potencial de destruição. No caminho, o comboio é interceptado por um grupo terrorista liderado pela Baronesa (Sienna Miller), que quer levar as armas de qualquer jeito. Os soldados, liderados por Duke (Channing Tatum) e Ripcord (Marlon Wayans), são dizimados e os dois sobreviventes ainda lutam para evitar o roubo quando a equipe dos G.I. Joe chega e os ajuda. A dupla resolve, então, que quer entrar no grupo e conhece o General Hawk (Dennis Quaid), que resolve testá-los. Enquanto isso, James McCullen (Christopher Eccleston), dono da empresa que desenvolveu as armas, trama para destruir os G.I. Joe e conta com a ajuda da Baronesa e de um exército de combatentes alterados geneticamente.

Chegando às locadoras em 21 de dezembro, G.I. Joe: A Origem de Cobra tem promoção forte . “Este DVD tem tudo para ser o filme das férias, por sua grandeza e pelo potencial que ele tem de saída nas locadoras. É uma aposta certa!”, afirma Phaena Spengler, gerente de marketing da Paramount. Prova disso é a enorme campanha de divulgação que a produção ganhou. Os anúncios na mídia passam por diversos formatos, desde spots de rádio, propaganda impressa em várias revistas especializadas e marketing on-line (sites e blogs). Quando o assunto é o material de ponto-de-venda, os recursos também são muitos: pôsteres, banners, standees e triedros, afora as muitas cópias de serviço que serão distribuídas aos revendedores. Dez exibições especiais do filme em cinemas já estão marcadas ao redor do País. Tudo isso para que os clientes possam conhecer profundamente o produto e aumentar ainda mais o seu sucesso – e as locações! Também há uma parceria com a Hasbro, fabricante e criadora dos bonecos, que estão divulgando o DVD na embalagem dos brinquedos da franquia. E para fechar com chave de ouro, a Paramount lança uma promoção exclusiva. Na bolacha do DVD de G.I. Joe: A Origem de Cobra, há um código para participar. Quem alugar o filme pode se cadastrar no hotsite (http://www.promocaodvdgijoe.com.br) e concorrer a um notebook. Vale lembrar que a locadora indicada pelo ganhador também leva um prêmio igual.

No embalo do lançamento mundial deste grande filme, o diretor Stephen Sommers e os atores Channing Tatum e Sienna Miller falaram um pouco sobre como foi fazer G.I. Joe: A Origem de Cobra, confira a seguir.

Ver Video – O nome Stephen Sommers já está relacionado atualmente a grandes filmes de ação. Como é lidar com isso, com um elenco de nomes famosos e muitos efeitos especiais? Você se estressa muito?
Stephen Sommers – Eu fico bastante estressado, mas não com as pessoas. Quando estouro, é comigo o problema e encaro isso dessa forma. Depois que o roteiro ficou pronto, a equipe de seleção de elenco sentou-se comigo e levantamos as hipóteses. Logo de cara já sabíamos que o Dennis Quaid e o Ray Park (Snake Eyes) estariam no projeto. Eu não conhecia a Sienna Miller, que é inglesa e não é muito famosa nos EUA. Mas quando me mostraram os filmes dela, ficou difícil não chamá-la para participar. Ela tem um algo a mais que me chamou a atenção. Os outros foram chegando e se encaixando nos personagens, como o Channing Tatum, por exemplo.

VV – Sienna, você é tão franzina, como foi fazer as cenas de ação da sua personagem? A Baronesa e a Scarlett (Rachel Nichols) travam um duelo à parte no filme.

Um dos colírios para os marmanjos

Sienna Miller – Foi a primeira vez que lutei com alguém em um filme. Eu nunca havia feito um filme de ação antes, então foi tudo novidade. As lutas com a Rachel foram diversão pura. Nos demos muito bem, nos entrosamos em cena. Só que nossa diferença de altura – ela é bem mais alta que eu – não ajudou muito, não!
Channing Tatum – Essas cenas foram um evento à parte! Todo o elenco masculino se reuniu no dia das filmagens para ver de perto a luta entre a Sienna e a Rachel. Foi o único dia em que vi todo o elenco junto ao mesmo tempo!

VV – Channing, é verdade que você sempre foi fã de G.I. Joe, que gosta desde criança do desenho e dos bonecos? Como foi fazer parte do projeto e viver um personagem tão importante na história?
Tatum –
Sim, é verdade! Ao lado de Thundercats, Comandos em Ação era meu favorito. Estar no filme é um sonho realizado. Meu personagem favorito não era o Duke, era o Snake Eyes. Então, estar no set, com toda aquela parafernália em volta e ver o Snake lá, ao vivo, na mesma cena em que eu estava, parecia mesmo um sonho. O Duke é um soldado de verdade e no filme podemos ver como a história dele começa no grupo dos G.I. Joe. É muito interessante.

VV – E a história da Baronesa?
Sienna –
É uma vilã, uma mulher em busca de vingança e que tem seus motivos para isso. No filme, podemos ver a causa da revolta dela e o porquê da relação entre ela e o Duke ser cheia de altos e baixos.

VV – Por que toda vilã é tão sexy?

Ele vive o corajoso soldado que entra para a equipe

Tatum – Na verdade, eu não sei. Acho que todo cara sonha em ser maltratado por uma mulher durona e apanhar um pouco (risos). Eu não acertei um golpe nela…
Sienna – Imagino que seja aquele velho clichê da “mulher fatal”, sedutora e perigosa!

VV – Sienna, qual foi sua inspiração para viver a Baronesa? Qual sua vilã favorita?
Sienna –
Com todos aqueles trajes de couro, que não me deixavam sequer andar direito (risos), não é difícil achar inspiração. Eu adoro a Mulher-Gato, acho ela demais.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: