Pensamentos Cotidianos, por André L C Ferreira


Última Parada 174 – Resenha

Última Parada 174Em 12 de junho de 2000, o Brasil parou para ver uma das mais chocantes demonstrações da terrível realidade em que estamos mergulhados. No Rio de Janeiro, o ônibus da linha 174 Humaitá é seqüestrado por um rapaz, que mantém os passageiros reféns durante mais de quatro horas. Pela televisão, o País acompanhou de perto e assistiu de camarote o desfecho trágico do evento. O autor do crime, Sandro do Nascimento, morto em circunstâncias suspeitas depois a ação da polícia carioca, foi um dos garotos que sobreviveram à chacina da Candelária. Tudo isso foi revelado pelo contundente documentário dirigido por José Padilha em 2002. Em 2008, uma outra perspectiva dos mesmos fatos dramatiza a origem do assaltante chega aos cinemas do País: Última Parada 174, dirigido por Bruno Barreto (O Que É Isso Companheiro e Bossa Nova).

Com roteiro ficcional de Bráulio Mantovani (Tropa de Elite e Linha de Passe), o filme descreve os caminhos percorridos por duas personagens principais, Marisa e Sandro. Ela, uma mulher sofrida, tem seu filho, Alessandro, tomado de seus braços e é abandonada pela comunidade em que vive. Seus refúgios para suportar a dor são a memória de seu bebê, que jura um dia encontrar, e a religião, que abraça de forma cega. Já o rapaz tem sua existência marcada pela violência. Aos 10 anos, vê sua mãe ser assassinada por assaltantes, o que o leva a viver nas ruas da capital fluminense. Em pouco tempo, o adolescente se torna um criminoso e, depois de sobreviver ao massacre ocorrido na Candelária, acaba sendo enviado a uma prisão para menores. Lá, ele conhece o filho perdido de Marisa e os dois ficam amigos. Sem perder as esperanças, a mulher localiza seu filho no sistema da polícia e chega à prisão em que os dois garotos estão. Porém, ela acredita que Sandro é a criança que ela perdeu e o retira de lá. Mesmo com as tentativas de Marisa de ajudar o rapaz, a dura realidade o leva ao trágico final que já conhecemos.

Com estréia no País prevista para o dia 24 de outubro, Última Parada 174, teve sua estréia mundial no Festival Internacional de Toronto no início de setembro e faz parte da lista oficial dos indicados brasileiros ao Oscar® de Melhor Filme Estrangeiro.

Distribuição: Paramount. André Cavallini

Anúncios